11/10/2017 | 7h00m

Paixão colorada

Zé Victor Castiel: "Chato este negócio de desfazer das vitórias do Inter"

 O Inter traçou seu objetivo e vem pavimentando o caminho de sua volta à elite. Só isso interessa

André ¿?vila / Agência RBS / Agência RBS

Tenho ouvido uma frase que não só não condiz com a realidade, como traz uma dose enorme de intolerância: "o Inter não tem jogado bem". O problema é que "jogar bem" nem sempre garante a vitória. O que determina se um time jogou bem é o resultado obtido.

Depois de vencer 11 partidas em 13 disputadas, como poderia um time não estar jogando bem?

Leia mais
Zé Victor Castiel: "O Colorado foi bravo contra o Brasil de Pelotas"
Sala de Redação: o programa falou sobre a vitória do Inter e projetou a rodada das Eliminatórias

Na verdade, o que algumas pessoas querem dizer é que o Inter não apresenta um futebol vistoso, de encher os olhos, mas, uma vez cumprido o objetivo maior da vitória, isto acaba ficando num segundo plano.

O que se espera de um time que conheceu o fundo do poço e precisa desesperadamente voltar à tona? Vencer ou jogar bonito?

Respondo sem nenhuma dúvida: ganhar os jogos. Somar pontos. Alcançar seu objetivo de voltar ao topo.

O resto é ranço de quem nunca estará satisfeito ou precisa desfazer do sucesso alheio. Tenho absoluta certeza que a imensa maioria da torcida colorada pensa como eu. Tá ficando chato este negócio de desfazer das vitórias do Inter com argumentos estranhos do tipo: "não faz mais que a obrigação" ou "pelo tamanho do clube deveria estar dando show na Segunda Divisão". Balela. Papinho "mais ou menos". Conversa fria "pra boi dormir". Não podemos cair nessa.

Não sou ingênuo

O Internacional traçou seu objetivo e vem, pragmaticamente, pavimentando o caminho de sua volta à elite do futebol brasileiro. Só isso interessa. É claro que não sou ingênuo de achar que o Inter está pronto para desafios maiores. Tenho alertado por aqui da absoluta necessidade de se buscar reforços significativos para o ano de 2018, mas não posso criticar a estratégia adotada para a disputa da Série B.

Já vi muito time dar show, virar unanimidade, ser cantado e decantado em prosa e verso e não ir a lugar nenhum. A seleção da Holanda e seu dito imbatível carrossel caiu diante da pragmática Alemanha na Copa de 74. A espetacular Seleção Brasileira de 1982, parou na burocrática Itália. No atual Campeonato Brasileiro, o Corinthians, que tudo indica será o campeão, construiu sua trajetória com performances meramente eficientes. Uma coisa é certa, não existe nos anais oficiais qualquer registro de que um campeonato tenha sido obtido com o vencedor dando show.