11/08/2017 | 7h03m

Guerra Total

Guerrinha: "Pedro Rocha virou protagonista"

Atacante tem sido principal destaque do Grêmio nos últimos jogos

André ¿?vila / Agência RBS / Agência RBS

Visto com desconfiança por muita gente meses atrás, o menino Pedro Rocha deixou de ser apenas um jogador de esquema, perdedor de gols. Ele virou protagonista.

Certamente com a mão do técnico Renato Portaluppi, que nos seus tempos dentro de campo sabia o que fazer na frente do goleiro, o atacante tem feito o trabalho duro e, com a qualidade habitual, decidido jogos e mais jogos com o último toque.

COZINHA — Baixou a poeira. Após uma fase preocupante, quando sofria gols e complicava o resultado final, o Inter acertou seu setor defensivo desde a escalação de Cláudio Winck e, principalmente, da manutenção de Klaus.

Verdade que melhorou a proteção, que nenhum deles é craque, mas também é pura verdade que ambos entraram, deram conta do recado, e o Colorado estancou um problema.

CREMATÓRIO — Mais uma tragédia. Contra um adversário fraco, o Atlético-MG empatou sem gols, deu adeus ao sonho da Libertadores e deixou muita gente acreditando que o Mineirão se transformou num crematório.

Para quem banca uma folha milionária, a trajetória do Galo mostra com clareza que o problema não estava no técnico Roger Machado.

DECEPÇÃO — Nada fora da curva. Com alguns bons jogadores, mas ainda sem time, o Palmeiras decepcionou o seu torcedor, outra vez, ao ser eliminado da Libertadores pelo Barcelona, de Guayaquil.

Este novo fracasso do Verdão, que vai fechar 2017 sem comemorar nada, coloca o técnico Cuca sentado em cima de um formigueiro.

Perguntinha

Quem serão os finalistas da Libertadores?